Vem Cá Que Eu Te Conto - Viagens, Roteiros e Transformação

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial cheio de história no meio de Niterói

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial cheio de história no meio de Niterói

Solar do Jambeiro- A cidade do Rio de Janeiro respira história e Niterói tem mais coisas do que a gente imagina! Que tal uma visita histórica por um casarão colonial do século XIX ? Vem cá que eu te conto tudo que você precisa saber pra dar um rolê por lá!

Solar do Jambeiro

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

Construído em 1872, pelo rico português Bento Joaquim Alves Pereira, o solar é um exemplo de arquitetura residencial urbana do século XIX. O sobrado apresenta fachadas totalmente revestidas de azulejos portugueses e beirais de telhões de louça.

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

Foi restaurado pela prefeitura de Niterói e tombado pelo IPHAN em 1974.  Além do seu valor histórico, o solar do jambeiro é um espaço utilizado para leitura, exposições, lançamentos, apresentações teatrais e musicais.

Por que esse Nome? 

Solar significa palácio, herdade ou terreno de nobres, que lhes servia de habitação e que passava a seus descendentes por herança.

Jambeiro arbusto nativo do Sudeste da Ásia e ilhas do Sudoeste do Pacífico e cultivado nas Antilhas e no Brasil. 

Sabendo que o casarão pertenceu a nobres famílias e pela presença de Jambeiro em seu jardim, não poderiam ter escolhido nome mais apropriado! 

Um pouco da História

O Solar do Jambeiro, também conhecido como Palacete Bartholdy, é um solar em São Domingos, Niterói. É quase inacreditável ver um patrimõnio histórico e arquitetônico tão imponente no meio de uma cidade tão moderna como Niterói.

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

 Imagem em Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói Imagem em Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

Construída em pedra e cal pelo português Bento Joaquim, a casa tinha o objetivo de se tornar residência da família aqui no Rio de Janeiro, já que ele era comerciante e seus negócios aqui estavam indo de vento em poupa. Bento Joaquim chega a construir um galpão bem em frente ao solar para trabalhar que atualmente foi transformado no museu Janete Costa.  Infelizmente, sua esposa e filhos morreram durante a vinda de navio para o Brasil. Ele, chegou a morar um tempo, porém, desgostoso pela casa, começa então a alugá-la. Dentre tantas locações,  serve de moradia para o médico Júlio Magalhães Calvet e para o pintor Antônio Parreiras.

Em 1892, Bento Joaquim Alves vendeu a propriedade ao diplomata dinamarquês Georg Christian Bartholdy, durante quase 30 anos, devido as frequentes viagens inerentes a profissão de um diplomata, Georg Bartholdy alugava o Solar para diferentes pessoas e entidades.

A partir de 1920, a família Bartholdy passou a residir no palacete, quando foram introduzidas várias modificações no interior do imóvel.

Os detalhes

Acima da entrada principal, a data de 1872 está escrita em um azulejo marcando o ano de construção do Solar. O conjunto de azulejos portugueses do Solar do Jambeiro é considerado como um dos mais importantes conjuntos de azulejos do século XIX no Brasil.

 

A escada para o segundo piso é de madeira maciça original

Imagem em Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói Imagem em Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

Nos tetos de cada cômodo é possível ver detalhes que representavam a função de cada sala. Um exemplo é a sala de jantar, onde podemos observar desenhos de chá, frutas, taças...

Na sala de jantar também é possível ver duas pias de louça da época.

Em algumas salas também é possível ver o molde do rosto do proprietário, representações das estações do ano, etc

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

 

Como chegar?

Ônibus- 47- 47A

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

Visitação

De 3ª a Domingo, das 10h às 18h. ENTRADA GRATUITA. A visitação é guiada por um monitor que percorre todos os cômodos da casa explicando a história do lugar. É sensacional!

O local possui banheiro. Não tem estacionamento.

Telefone: 2109-2222

Imagem em Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói Imagem em Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

Onde fica?

Rua Presidente Domiciano, nº195, Ingá.

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

 

O Jardim aberto

Das espécies arbóreas existentes, destacam-se os jambeiros, as mangueiras, o pau-brasil, a palmeira imperial e a sapucaia. Próximo ao muro de divisa e ao trecho elevado de reserva florestal, há uma pérgola em ferro, que originalmente indicava o acesso ao prédio principal e se prolongava desde o portão lateral oeste até o solar. 

 

Imagem em Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói Imagem em Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

Algumas espécies de árvores trazidas da China, índia tb compoem o jardim do casarão.

Uma estufa abrigava as espécies mais delicadas, em sua maioria orquídeas.  Hoje, encontra-se vazia.

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

Bancos de madeira e ferro, tanques em cantaria, esculturas de pedra e um banco de alvenaria, revestido com azulejos, também integravam o parque. 

Vai por mim

A dica aqui é separar o dia para visitar O solar e o Museu Janete Costa que fica bem em frente. Você consegue fazer a vista em uma tarde.

Não deixe de passear pelo jardim. Além de muito prazeroso você encontrará placas com as espécies de vegetalção que tem no local. É muito legal e bem relaxante! Te garanto que esse passeio irá te surpreender!

Solar do Jambeiro- O Casarão colonial no meio de Niterói

E aí? o que achou do post? Já conhecia o Solar do Jambeiro? Bem, espero que tenham gostado e que tenham incluído esse roteiro na lista dos desejos! Eu amei esse passeio!

Deixe seu comentário! Isso me ajuda a melhorar cada vez mais!

Não se esqueça de se inscrever para receber atualizações, ter acesso aos descontos e ser convidado quando houver algum evento exclusivo!

Você pode ver mais fotos dessa e de outras viagens lá no meu instagram

Super beijo e até a próxima!

Aline Monteiro

Saiba Mais sobre Aline Monteiro

Postado por: Aline Monteiro

Aline Monteiro nas redes sociais:

Extrovertida, brincalhona, aventureira, mãe, mulher, resolvida e também adoro mochilar um pouquinho mundo a fora!

Deixe seu comentário aqui: