Vem Cá Que Eu Te Conto - Viagens, Roteiros e Transformação

Roteiro de 5 dias em Myanmar

Roteiro de 5 dias em Myanmar

Roteiro sem aquele tumulto de turistas? Se você, assim como eu, curte viagens sem aquele amontoado de turistas, vai adorar Myanmar! Quer ajuda pra montar seu roteiro para Myanmar? Vem cá que eu te conto!

Fala apaixonados por viagens! blz?

Hoje quero levar vocês a um país pouco conhecido e turisticamente aberto a visitação a pouquissimo tempo. Menos de 20 anos.

A verdade é que eu mesma nem me recordava que esse país existia. Ele é a antiga Birmânia. Hoje chamado de Myanmar.

Por que incluir Myanmar no seu roteiro?

Myanmar está na lista de lugares para se visitar antes que mudem ou acabe. Loucura? Não. Os templos de Bagan, construídos entre os séculos X e XIV, devido a um terremoto no país em agosto de 2016 foram deteriorados. Mais de 50 templos sofreram desmoronamento. Devido a idade dos templos e esses efeitos de ordem natural eles correm o risco de serem demolidos ao longo dos anos. 

Quando eu fui, tinham vários em restauração. Esse foi um deles.

Imagem em Roteiro Myanmar

Onde fica Myanmar?

Myanmar faz fronteira com a Índia, China e Tailândia.

Roteiro Myanmar

Quando ir?

Assim como em toda a Ásia, é muito importante estar atento às monções. Por isso, aconselha-se visitar entre os meses de novembro e abril.

Moeda

A moeda oficial chama-se Kyate. Você pode fazer o câmbio no próprio aeroporto como eu fiz.

E agora, aquele momento importante!!! Quanto vale nossa moeda comparada a deles?

Não se assustem! Cada R$1,00 vale MMK 412.702 (kyates)

Você não está lendo errado não! Cada 1 kyate custa menos de 1 centavo (0,00242 centavos).

Bem, apesar da nosa moeda valer mais, os preços por lá não são tão baratos.

É comum aceitarem dólar.

Conexão internet

Você pode adquirir um chip em algum stand no próprio aeroporto. A internet é excelente e funciona muitas vezes melhor do que o wi-fi do hotel ou do restaurante.

O que precisa para entrar em Myanmar

  • Um passaporte com validade mínima de 6 meses
  • Apresentação do certificado internacional de vacinação contra a febre amarela
  • Visto (brasileiros precisam de visto para entrar em Myanmar). Valor do visto R$171,01. O visto te garante a permanência de até 28 dias no país.
  • Possuir impresso seu voucher da passagem aérea de saída de Myanmar e da sua hospedagem
  • Seguro viagem não é obrigatório, porém considero um item importante. Como dizia minha avó, é melhor prevenir do que remediar não é mesmo? Para fazer cotação envie um e-mail para contato@savastanooperadora.com.br
     

Religião

A religião oficial em Myanmar é o Budismo. É comum esbarrar com monges em algumas calçadas e templos.

Culinária

Por incrível que pareça a comida lá é muito saborosa e se você pedir sem pimenta, eles realmente não colocam pimenta. Diferente da Índia!

Também é comum achar no menu dos restaurantes comida italiana e americana.

Língua oficial

Birmanês. De todos os países em que visitei na Ásia, Mynamar foi o que mais encontrei dificuldade em achar pessoas que falassem inglês. Pasmem! Até um motorista que o hostel chamou não sabia falar inglês.

A placa de boas vidas em Bagan. Bem, desconfio que seja porque não entendo birmanês! rs..

Roteiro Myanmar

A entrada de alguns banheiros feminino e masculino são escritos em birmanês. Fiquei apertada na estrada esperando alguém entrar ou sair para descobrir qual era o feminino! rs... Coisas que você só verá em Myanmar!

Roteiro Myanmar

Caso, esbarrem nesses banheiros, o feminino é do da esquerda tá gente?!!Parece que começa com a letra C ao contrário! rs..

E pra quem gosta de aprender alguma palavra do idioma local seguem duas:

Bem-vindo- Mingalarbar

Obrigado- Kyaezubar

Bem, por sorte no penúltimo dia contratei um motorista que falava inglês e adorava conversar e explicar sobre a sua cultura. Então, quem quiser um motorista quase guia, rs… vou deixar o contato dele aqui! E se estiver lá diga que mandei um forte abraço!

Kyaw Swar Phyo 

tel 09 402501102  / 09 791411102

kyawkyawbagan75@gmail.com

O que vestir

É um país quente. Fui no mês de dezembro, era inverno e senti calor. Você pode usar camisetas e bermudas para andar pelas ruas , porém se atente ao fato de que, para entrar nos templos (que são quase totalidade dos pontos turísticos de algumas cidades) você precisará estar com ombros e joelhos cobertos e entrar descalço.

Por isso aconselharia a levar uma canga ou algum tipo de lenço para jogar por cima dos ombros e de preferencia ir de vestido ou calça.

Onde se hospedar

Dessa vez não irei indicar o hostel que eu fiquei pois não achei bom. Inclusive pelo fato da dona ter travado meu passaporte assim que cheguei na recepção dizendo que só entregaria no check-out. Como cheguei cansada e louca de vontade de banho e cama deixei. Mas no segundo dia aquilo me encomodou… ela não pode ficar com meu passaporte, pensei! E se ela some com ele? Como saio daqui? rs..Se for parada na rua?

Nunca desprezem a intuição de um mochileiro…

No dia seguinte eu iria fazer um passeio para outra cidade e isso me deixou preocupada. Pois então me levantei da cama e fui até a recepção exigir meu passaporte de volta!

Ela veio dizendo que não poderia dar. Apenas no check-out

Eu bati pé firme que ela não poderia fazer isso. Que ela estava infrigindo as leis. Então , ela veio dizendo que isso era apenas uma garantia de que eu não iria embora sem pagar. Eu bati pé firme e perguntei qual era o valor total e disse que pagaria antecipado, mas que o meu passaporte ficaria comigo. E assim fiz. Subi até meu quarto, peguei o dinheiro e desci para pagar. Ela ficou revirando as gavetas cheias de passaportes até achar o meu e me devolver!

Conclusão: No dia seguinte, voltando de Mandalay, de carro, fui parada pela polícia e me pediram advinha o que??? Isso mesmo! Meu passaporte e meu visto!

Ufa! Como é bom seguir nossas intuições!

Entreguei, ficaram alguns minutos checando tudo e por fim me devolveram desejando boa viajem!!

Passaporte é um documento seu e deve estar com você o tempo todo.

Como se locomover em Myanmar?

Existem aeroportos em Yango, Bagan e Mandalay, porém, a opção mais econômica é sem dúvida se descolar de ônibus. Os ônibus são confortáveis e a opção de pegar um horário noturno é maravilhoso pois te economiza tempo de viagem.

Você pode comprar a passagem na hora, ao chegar lá, ou já comprar pelo site online.

Segue os horários dos ônibus:

Yangon para Bagan

Ônibus regular- 8:00h e 19:00h

Bagan para Yangon

Ônibus regular- 8:00h e 19:00h

Bagan para Mandalay

Ônibus regular- 07: 00h, 08: 30, 09: 00h, 12: 00h, 13: 00h, 14: 30h, 16: 00h, 17: 00h e 20: 30h

Mandalay para Bagan

Ônibus regular- 08: 00h, 10: 00h e 17: 00h

O que fazer em Myanmar?

Roteiro Myanmar

Myanmar tem 3 cidades turísticas principais.

  • Yangon- De onde os vôos saem mais barato e tem alguns templos
  • Bagan- Onde tem os passeios de balão e o parque arqueológico
  • Mandalay- Onde tem as cachoeiras

 

YANGON

Eu cheguei pelo aeroporto de Yangon (foi a forma mais barata de entrar no país),

Rodoviária de Yangon

É uma rua bem larga com vários ônibus parados e inúmeras agências vendendo tickets para várias cidades. Consegui comprar para o mesmo dia a noite!

Preço da passagem Yangon X Bangan: A passagem do ônibus custa R$ 40,91. O equivalente a 16.000 Kyats de Myanmar.

Distância: Aproximadamente 8 h e 42 min. (625.7 km). Por isso indico pegar um passagem noturna.

Os ônibus são super confortáveis e você ganha um saquinho com um lanchinho.

ATENÇÃO: Essa dica é importante! Não bebam muito líquido!

O ônibus não possui banheiro e eles só fazem 2 paradas estratégicas. E uma das paradas foi essa. Quando desci não via nada! 

Fiquei com medo de ir ao banheiro, o ônibus sair e esquecer de mim! rs... 

Roteiro Myanmar  Roteiro Myanmar

Como eu cheguei na parte da manhã e o ônibus sairia apenas a noite, deixei minha mala no stand da empresa que comprei a passagem e fui caminhar por Yangon.

A principio é muito engraçado o choque cultural pois os homens usam sarong (uma espécie de saia) . Eu achava engraçado pois não parecia marca de cueca e me preocupava imaginar que aquele tecido poderia escorregar do corpo!!kkkk… Foi então que eu fiz a pergunta que não queria calar!

-Vocês usam cueca menino?! kkk..

Ele arregalou os olhos e se afastou de mim com um grande passo para trás dizendo : Ohh meu Deus!! kkk… Você perguntou isso mesmo?! kkkk… e ria (não sei  se era da minha cara ou de nervoso!rs..)

Eu disse: Desculpe, é porque no meu país os homens não usam sarong, era só uma curiosidade!

Ele rindo, respondeu que sim!

Mas , vou te falar que ainda tenho minhas dúvidas…rs…

 

Imagem em Roteiro Myanmar    Imagem em Roteiro Myanmar

Yangon


O que fazer em Yangon?

Deixei o roteiro de Yangon na manga. Não era a cidade que mais me enchia os olhos, então de acordo com o encaixe do horário de volta ou da chegada eu faria a visita aos templos.

Como cheguei e já comprei o tickect só tive tempo de visitar um templo que ficava a uns 300 metros de distância. Não era de nenhuma beleza extraordinária e nem lembro o nome dele.

Os mais conhecidos em Yangon são mais afastados. Indicaria deixar um dia para visitar.

TOP 1- SHWEDAGON PAGODA” – YANGON, MYANMAR

Roteiro MyanmarRoteiro Myanmar

TOP 2- KARAWEIK – LAGO KANDAWGYI – YANGON, MYANMAR

Roteiro Myanmar

 

TOP 3- COMPLEXO DO BOTAHTAUNG PAGODA – YANGON, MYANMAR

Roteiro Myanmar

 

Bagan

Cheguei em Bagan antes do sol nascer. Deveria ser umas 4 e pouca da manhã.

Na rodoviária os tuk tuks e táxis já vem ligeiramente abordando os turistas. Eu , como sempre, negociando preços em plena madrugada! rs... vida de mochileira não é nada fácil! Recusei vários preços.

Tentei usar o uber ou grab mas lá nada disso funciona. Sem muita opção de escolha, aceitei o taxi saindo do aeroporto para a rododiária de Bagan e em Bagan, aceitei o menor preço de um rapaz. Ele pediu para eu lhe seguir e de repente ele sobe na charrete e diz: Me dê suas malas!!! rs... Pois é! Meu taxi foi a charrete! rs... Ele não tinha explicado esse "detalhe" ao fechar o preço. Mas no meio da madrugada, após horas no ônibus eu estava louca por um banho e uma cama pra esticar os pés. Subi na charrete e fui de mala e cuia!!

Após uns minutos, fomos parados em uma espécie de pedágio.

Bagam é uma zona arqueológica com aproximadamente 3 mil templos e pagodas espalhados por 26 kms quadrados de uma área florestal. Ao chegar próximo da zona, alguns homens param os carros para cobrar a taxa de visitação do local aos visitantes.

Roteiro Myanmar

Você paga o equivalente a R$64,14 e fica com um cartãozinho. Esse cartão será carimbado com a data do dia e terá validade de 5 dias. Cada visitante terá que ter seu próprio cartão ticket.

Com esse cartãozinho você terá o direito de transitar neste espaço do sítio arqueológico . Alguns templos e pagodas irão solicitar esse ticket para liberar sua entrada. Então, guarde bem o seu!

Imagem em Roteiro Myanmar  Imagem em Roteiro Myanmar  Imagem em Roteiro Myanmar

 

O que fazer em Bagan?

1- Assistir o nascer do sol e ver os balões colorindo o céu

Essa cena foi inesquecível. Desisti de fazer o passeio de balão quando fiz as conversões de dólar para real mas fiquei tão feliz de vê-los lá debaixo compondo um cenário do céu que não tem preço.

Para isso você terá que acordar de madrugada e combinar com um táxi ou usar uma motocicleta. Lá eles alugam. 

Eu indico ir com o motorista que comentei. Ele é nativo e me levou para ver de um lugar que eu nunca descobriria sozinha. Os nativos sempre conhecem melhor que ninguém os melhores pontos da cidade.

Ele cobrou R$34,00  para levar no nascer do sol e trazer de volta.

Roteiro Myanmar

Imagem em Roteiro Myanmar Roteiro Myanmar

2- Assisir o pôr do sol do topo de algum templo

Roteiro Myanmar

Você precisa ficar ligado pra não perder tempo e se enrolar com o horário. Existem uns templos mais altos que os outros e acabem ficando disputados um lugar lá em cima já que não são tão grandes. Então, pra garantir uma área "vip" de pôr do sol em Bagan, chegue um pouco mais cedo e se delicie com toda aquela vista que parece cenário de filme.

Roteiro Myanmar

Não esqueça que ombros e joelhos precisam estar cobertos para visitar qualquer pagoda. Os Myanmenes ficam atentos a isso o tempo todo e acho que respeitar a cultura é um sinal de carinho e inteligência.

3- Passeio de balão

Preço: R$1.023.00

Momento confessionário! Eu confesso que quando inclui no roteiro só pensava no passeio de balão! rs.. Me julguem!!! rs..

Nunca tinha andado de balão. Era um sonho, mas esse valor não cabia no meu orçamento! 

Acordei na madruga pra assistir o nascer do sol e ver os balões enfeitando o céu! É emocionante!

Agora vem a boa notícia. Descobri que dá pra tirar fotos incríveis mesmo quando não temos dinheiro para andar neles. Lá de baixo você terá um grande espetáculo!

Então, se não der no seu orçamento também. Nada de tristeza! Olha para o céu e agradeça a bela vista!

Roteiro Myanmar

Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar

4- Monte Popa

Agora vem a parte mais engraçada de todo o post. NÃO VÁ NESSE LUGAR! 

Eu li diversas pessoas falando bem e mal e quis conferir. Não gostei e subi me perguntando por que eu não ouvi as pessoas que falaram para não ir.

O Monte Popa é um templo contruído no topo de um vulcão. Grife a a palavra TOPO! São mais de 300 degraus e quando você chega lá em cima não tem nenhuma vista bonita. Eu, fiquei tão irritada que nem foto queis tirar.

Tirei uma foto afastada que tinha a vista muito mais bacana do que lá de cima. 

Pra mim, valeu mais o amiguinho que fiz no caminho que a subida.

O caminho da estrada até lá também é bem triste. Muitos idosos pedindo dinheiro na beira da estrada. Foi tão triste não contive minhas lágrimas dentro do carro. Mas essa experiência, eu escrevo melhor na sessão coração de viajante.

Imagem em Roteiro Myanmar   Imagem em Roteiro Myanmar

Detalhes importantes

1. É infestado de macacos. Eles mijam e sujam toda a escadaria e ainda puxam a roupa dos outros querendo comida. Fiquei assustada quando vi um puxar a saia da menina e ela desesperada.

2. Não basta estar sujo e fedorendo. Sim, o lugar exala um mal cheiro horrível. Você ainda terá que subir descalça , escorregando no mijo dos macacos! Até um certo ponto você sobe com seu calçado. Depois, um funcionário manda você cobrir seus joelhos e ombros e deixar o calçado num armário. Você segue a subida patinando no xixi dos macacos e fugindo das brigas entre eles. Foi nesse momento que eu compreendi o porque das exigências das vacinas! kkk...

3. Você terá que deixar um donativo. Durante a subida interminável das escadarias , em alguns pontos ficam pessoas limpando alguns trechos da escadaria. Você fica tão  agradecida de pisar descalça em trechos limpos que cede aos pedidos de doações que eles fazem quando você passa. Só cuidado para não sair pobre de lá pois são muitas pessoas fazendo esse serviço em troca de umas gorjetas.

5. Templo Bu Paya

É mais afastado um pouquinho mas um charme pois tem vista para um rio.

Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar  Imagem em Roteiro Myanmar

6. Templo Ananda (situada em Old Bagan)

As estátuas de 10 metros de altura do Buda em pé são as mais famosas em Bagan. 

Esse é imperdível! Além de possuir uma arquitetura belíssima possui uma "mágica"! 

O templo possui 4 salões principais e em cada salão existe uma estátua do Buda em pé. Ao olhar todas as imagens o Buda está sério. Porém, na imagem do Buda do salão na direção sul, quando você olha de perto, ele está sério. Quando você se afasta, passando para uma segunda sala, ele está sorrindo!

É muito engraçado! Pena que na foto não dá pra perceber a diferença. O motorista explicou que o engenheiro não gostava do rei e por isso fez essa "brincadeira", pois do corredor que percebe-se o Buda rindo "supostamente do rei" só os serviçais tinham acesso. Dessa maneira, o rei, nunca descobriria a "zoação". 

Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar

Roteiro Myanmar

7. Cruzeiro no Rio

Consiste em apreciar a paisagem de Myanmar percorrendo 2.170 km do rio Ayeyarwady. Esse é o rio mais longo e mais importante de Myanmar.

Eu não fui. Mas qualquer lugar vende esse passeio. As fotos que vi não me animaram para fazer o passeio.

8. Templo Thatbyinnyu (situado em Old Bagan)

É o templo mais alto em Bagan, possuindo 61 metros. A vista da entrada é particularmente maginífica!

Esse também entra na lista dos templos imperdíveis de se visitar. A sensação é que você está numa cidade cinematográfica. Perdida em algum século passado.

Imagem em Roteiro Myanmar  Imagem em Roteiro Myanmar

9. Shwezigon Pagoda

Primeiramente, uma explicação rápida entre os termos templo e Pagoda. 

Templo é uma construção destinada a meditação. já as Pagodas, são contruções sólidas onde se guardam relíqueas. Agora sim, você entenderá o por que, desse ponto turístico ter o nome de pagoda.

Acreditava-se que essa Pagoda guardava o osso frontal e um dente de Buda, portanto, é mantido em grande veneração entre os budistas em Myanmar.

Roteiro de 5 dias em Myanmar

10. Se perder nas inúmeras pagodas e templos

Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar  Imagem em Roteiro Myanmar

Roteiro MyanmarRoteiro Myanmar

Roteiro MyanmarRoteiro Myanmar

Roteiro MyanmarRoteiro Myanmar

11. Visitar uma Fábrica de Laca

Muitos vilarejos possuem fábricas com esse tipo especial de artesanato. A laca. A Laca birmanesa é a melhor que existe. Lá eles dão uma aula explicando todo o processo, desde a extração do material, até os desenhos feitos minuciosamente a mão. É um grande galpão e todos trabalham um ao lado do outro. Ótimo para comprar pulseiras e outros presentes de lembrança de viagem.

Mandalay

Preço táxi: R$443,45 (bate e volta Bagan X Mandaly) 

Preço ônibus / minivan: R$ 25,93 (ida Bagan X Mandalay)

Distância Bagan x mandalay: Aproximadamente 4 horas (179,6 Km)

 

O que fazer em Mandalay?

Primeiramente preciso informar que esse roteiro de passeio bate e volta em Madalay não existe! Eu que inventei essa doideira! rs.. eles não comercializam esse tour.

Fiquei umas horas tentando convencer a moça do ponto turístico de informações do local que eu gostaria de ir nessas cachoeiras e voltar pra Bagan. Ele dizia que seria difícil, que era muito longe e por aí vai.

Como toda ariana teimosa que se preze, insisti que queria muito fazer e só precisava de um motorista.

Dei sorte dela saber onde ficavam, pois muitos que eu tentei pegar mais informações nunca tinham ouvido falar nessas cachoeiras.

Após ela topar meu roteiro inventado de um dia em Mandalay, combinamos o horário de saída do hotel e eu sai feliz da vida!

Como vocês viram, existe a opção de ônibus também, que inclusive é bem mais barata, porém,eu levaria mais tempo e não iria me deixar perto das cachoeiras. Eu ainda teria mais gastos com taxi. Então achei melhor o taxi mesmo.

A senhora do ponto de informações turísticas fez questão de repetir que o motorista não iria fazer a trilha comigo. Apenas me deixar no local e que eu teria que controlar bem os horários para dar tempo de conhecer as duas cachoeiras que eu queria.

O transito pra lá não ajuda. O engarrafamento para Mandalay é tenso mesmo. Mas saindo bem cedo e se planejando dá pra fazer e super vale a pena!

TOP 1. Visitar a Cachoeira Dee Dote Yay Pyar San 

Entrada: Gratuita

O taxi deixou num ponto onde tinha apenas mais um carro parado e disse siga a trilha.

Assim fui eu, caminhando e passando por trabalhadores rurais, por alguns lixos jogados no caminho e muitas casinhas de madeira. Algumas, tinham pessoas que me ajudavam a seguir nas bifurcações.

Imagem em Roteiro Myanmar

A trilha é leve, de aproximadamente uns 20 minutos no máximo e apresenta apenas uma leve inclinação.

Ao chegar, olhei em volta e a cachoeira era só minha! A água espetacular! De uma beleza única! Fiquei aproveitando um bom tempo sozinha até que depois chegou um casal de adolescente apenas. 

Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar

Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar

TOP 2. Cachoeira Dat Taw Gyaint Anisakan 

Entrada: Gratuita

Após sair da primeira cachoeira pegamos o carro com o motorista e fomos em direção a segunda cachoeira. Aconselho a levar lanche na mochila pois você não irá conseguir parar para almoçar. A primeira é próxima dessa.

Essa cachoeira tem uma trilha bastante íngreme , mas é toda asfaltada!

A vista ao chegar lá é inacreditável! Um pequeno templo aos pés de uma magestosa cachoeira. O cenário parece pintura de um quadro de tão perfeito!

Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar

 

Imagem em Roteiro Myanmar Imagem em Roteiro Myanmar 

Assim que cheguei vieram algumas meninas me acompanhando como se fossem guias. Como eu estava com uma amiga, ficaram 2 escoltando cada uma. Elas apoiavam minha mão para eu não escorregar, eram solicitas e se mostravam imensamente prestrativas. Em nenhum momento falaram de dinheiro. 

Assim seguimos por uns 50 minutos ladeira abaixo. A cada passo que eu descia eu tentava não pensar na subida. Não naquele momento. Aline! Não sofra por antecipação! rs...

Em um determinado ponto elas mostraram uma rede amarrada em um troco e perguntaram se eu estava cansada. Elas falaram que se eu estivesse cansada poderia deitar na rede que ela e mais uma colocariam a madeira no ombro e me carregariam. Eu arregalei os olhos e disse: Claro que não! As meninas eram magras e franzinas. Nossa, pensei alguém faz isso com vocês? Alguém aceita isso?

Pra minha surpresa , na volta, entendi tudo. Elas guanham dinheiro assim. Esse é o trabalho delas. Subir ou descer as pessoas carregadas em seus ombros. Por ser uma trilha moderada/pesada muitos turistas fazem isso.

Existe a opção de moto também. 

As duas opções não são nada baratas. Se me recordo elas queriam o equivalente a 120 reais. A moto também era nessa faixa, mas também não passa toda hora. Só vi o homem uma vez passando. E você teria que esperar ele passar. Acho que só tinha um fazendo esse serviço.

Fiquei triste em ver mulheres se sujeitando a esse tipo de trabalho. Uma, comentou que ainda amamentava o filho que tinha meses.

Em umas das paradas pra respirar e descansar da subida, sentei em um tronco de árvore que era um banco. Estava lá , descansando as pernas e tomando ar pra continuar quando de repente elas gritam e saem correndo: snake!!! Eu demorei 3 segundos para ativar o google tradutor da minha mente e fui a última a sair correndo!! hahah...

Eu não vi, mas tinha uma cobra lá! Sai gritando com esse meu jeito nada engraçado e elas rindo tanto de mim que até choraram. Após ter dado um show de comédia gratuito subi como se não tivesse mais pernas nem pulmão! rs... Não tive mais coragem de sentar em nenhum banquinho com medo das cobras! rs...

Pelo mesnos a cobra serviu pra alguma coisa! kkk...

Roteiro Myanmar

 

Curiosidades de Myanmar

Tanaka- É o cosmético mais usado e antigo em Myanmar. Impossível andar pelas ruas e não ver as mulheres e crianças com os rostos pintados de amarelo.Usam como protetor solar, mas também tem muitos outros benefícios como anti acne, anti envelhecimento, hidratante, reduz manchas e cicatrizes

Imagem em Roteiro Myanmar

Quem nasce em Myanmar é?- Pergunta de prova essa né?! Eu fiquei muito atrapalhada com isso lá! rs. O nome certo é Myanmarense!!!

O calendário- No calendário oficial birmanês eles estão no ano de 1379.

Ano novo- O ano novo lá é comemorado no dia 17 de abril.

Festival da água de Thingyan- Acontece de 13 a 16 de abril para festejar a chegada do ano novo . Comemoram jogando baldes de água fria uns nos outros.

O sarong- Os homens usam uma saia chamada sarong

A semana tem 8 dias - No calendário oficial birmanês existem 8 dias da semana pois a quarta-feira se repete. Na verdade ela é dividida em quarta-feira (manhã/tarde) e quarta feira (noite). 

 

E aí? Gostou do Post?

Caso deseje fazer uma cotação de passagem aérea, você pode mandar um e-mail para contato@savastanooperadora.com.br

Se gostou deixe seu comentário para que eu possa melhorar cada vez mais!

Até a próxima!

Aline Monteiro

Saiba Mais sobre Aline Monteiro

Postado por: Aline Monteiro

Aline Monteiro nas redes sociais:

Extrovertida, brincalhona, aventureira, mãe, mulher, resolvida e também adoro mochilar um pouquinho mundo a fora!

Deixe seu comentário aqui: