Vem Cá Que Eu Te Conto - Viagens, Roteiros e Transformação

Minha experiência na casa de uma família indiana!

Minha experiência na casa de uma família indiana!

Onde quer que você vá se torna uma parte de você de alguma forma) ― Anita Desai. Vem cá que eu te conto a verdade sobre uma família indiana!

(Viaje longe o suficiente para encontrar a si mesmo) ― David 

Índia, Nova Deli, inverno, Novembro de 2017.

Mãe indiana

Existem algumas fases na vida da gente, que questionamos algumas coisa, ou ficamos desacreditados de outras.

Quem nunca se sentiu abalado com temas como confiança, honestidade, respeito, lealdade, amizade e até o amor? Pois é, saí do Brasil assim, com alguns sentimentos aos caquinhos e tentando me esvaziar de mim mesma.

A primeira parada de um roteiro de 9 países foi a Índia e meu primeiro contato com uma família indiana foi em Nova Delhi. Foi exatamente ali que surgiu uma conexão inexplicável com aquele país.

Oi, tudo bem? Eu sou Aline, amiga brasileira do seu filho! 
Ela me olha com um lindo sorriso, faz sinal para eu aguardar e encosta a porta. Então, vem ele. Abre a porta, e com o cabelo despenteado e esfregando os olhos como quem acaba de acordar olha pra mim. 
Eu abro aquele sorriso e digo: Oi, Eu sou Aline! Sua amiga do Brasil!
Sei que parece fala daquelas bonecas que a gente aperta a barriga mas foi exatamente assim o meu primeiro contato com uma família indiana!
Eu não o conhecia. Ele aceitou meu pedido no couchsurfing um dia antes de eu desembarcar na índia. As únicas informações que eu tinha era seu endereço, seu telefone e seu nome. Nome, que eu confesso, nem sabia pronunciar! rs..
E foi assim que começou minha experiência Índia! Num país em que todos me assustavam falando horrores. Mas algo dentro de mim me dizia que eu iria gostar... e minha intuição acertou em cheio. 
Sentada na sala experimentando meu primeiro chai, fui puxando assunto. Eram tantas perguntas, tantas curiosidades, tanta vontade de aprender sobre seus costumes e culturas que comecei logo pelo tema mais "fácil" . Religião!!! hahah.. 
E assim comecei meu entrosamento, falando de Shiva, Ganesha, Parvati...
Só que pro meu azar, eu estava trocando o sexo de quase todos os deuses! Quem era homem eu dizia que era mulher e vice e versa. Daí pensei, é agora que vão jogar essa xícara de chai na minha cara! rs... Eu errava, pedia desculpas morta de vergonha e eles se olhavam e davam gargalhadas de mim! Apontaram todos os deuses que tinham espalhados pela sala e fizeram quase que um jogo. Acerte o sexo dos deuses!!! rs... Lamento dizer que o placar final foi o mesmo do jogo Brasil X Alemanha. rs... E mesmo assim eles continuavam sendo gentis e carinhosos comigo.

Ao entrar na casa ela foi logo me levando para a sala e me trazendo o famoso chai (uma bebida ma-ra-vi-lho-sa!)

Com ela eu sentei para ver seu álbum de casamento, fotos do seu filho quando criança,da sua viagem de lua de mel, experimentei doces e comidas típicas sempre acompanhada de um enorme copo d'água e olhares atentos em minha direção a cada reação minha. Sim, é tudo MUITO apimentado e a cada mordida em algo eu arregalava os olhos, abanava a língua e colocava um copo d'água guela adentro. Viajar pra Índia é inevitavelmente se acostumar com a pimenta, com os barulhos, com a mão inglesa, com aromas e cores nada habituais.

Minha experiência na casa de uma família indiana!

A Índia te rasga e te divide ao meio! 
Te deixa com vergonha de ter pensado tanta coisa ruim.
Te ensina a parar de frescura. 
Te acolhe, te mima, te paparica...
Foi impossível não chorar ao me despedir por tamanha gratidão!
Era como se inexplicavelmente eu pertencesse aquele lugar. 
A única coisa mais escandalosa que eu, foram as buzinas! hahaha...
Me alertaram tanto pra eu tomar cuidado com roubos de dinheiro... mas ninguém me alertou sobre o roubo do coração... 
Parece que uma metade dele ficou lá !
Hoje, converso quase todos os dias com aquele "estranho" que me hospedou.
Onde muita gente vê perigo, eu vejo oportunidade! Você atrai o que pensa!
Precisava agradecer a essa família por fazerem minha experiência no seu país inesquecível e tão marcante.
Eu não falo hindi, vocês não falam português, mas, amor ao próximo é uma linguagem universal. 
Minha casa sempre estará de portas abertas pra vocês!
Obrigada por tanto!

Aline Monteiro

 

Saiba Mais sobre Aline Monteiro

Postado por: Aline Monteiro

Aline Monteiro nas redes sociais:

Extrovertida, brincalhona, aventureira, mãe, mulher, resolvida e também adoro mochilar um pouquinho mundo a fora!

Deixe seu comentário aqui: